Rússia resolve cooperar com investigações de corrupção na ONU

Investigadores que apuram as denúncias de corrupção no programa de petróleo por comida gerenciado pela Organização das Nações Unidas (ONU) no Iraque afirmaram que as autoridades russas passaram a cooperar com o inquérito independente liderado por Paul Volcker, ex-presidente do Banco Central dos Estados Unidos, disse uma fonte diplomática. As autoridades russas vinham se recusando a cooperar com as investigações, mas, segundo a fonte, esses obstáculos foram "superados". Antes da Rússia, todos os demais membros do Conselho de Segurança da ONU (China, Estados Unidos, França e Grã-Bretanha) já estavam cooperando com as investigações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.