Rússia retira trabalhadores do Iraque

Cerca de 100 funcionários de uma empresa energética russa foram retirados do Iraque, um dia depois de dois colegas terem sido mortos numa emboscada. Um avião do Ministério de Situações Emergenciais foi a Bagdá e retornou a Moscou com 90 funcionários da Interenergoservis a bordo - 85 russos, quatro ucranianos e um bielo-russo, bem como os corpos dos dois mortos. Algumas pessoas foram retiradas do avião em macas.Centenas de funcionários da empresa já haviam deixado o Iraque após ataques anteriores, mas mais de 240 tinham optado por ficar. Um vôo, programado para sexta-feira, deverá retirar do país árabe mais 150, diz a agência ITAR-Tass.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.