Rússia se considera pronta para retomar laços com Otan

O Kremlin anunciou hoje que a Rússia está pronta para retomar a cooperação plena com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), suspensa depois da guerra travada com a Geórgia em 2008.

AE-AP, Agencia Estado

30 de setembro de 2009 | 16h42

Nataliya Timakova, porta-voz da presidência russa, disse hoje que a visita a Moscou planejada pelo secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, demonstra que a aliança está preparada para a melhora das relações.

Os contatos bilaterais entre Rússia e Otan foram congelados depois da eclosão da guerra, em agosto do ano passado. Na ocasião, a Otan acusou a Rússia de fazer uso excessivo da força e de ocupar território georgiano.

Timakova comentou hoje que um relatório produzido pela União Europeia (UE) e divulgado hoje mostra que a Otan precipitou-se um pouco na época. De acordo com o documento, a guerra foi iniciada pela invasão da Ossétia do Sul pela Geórgia. Apesar disso, a UE considerou que a Rússia retaliou com força em excesso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.