Rússia tem 'planos brutais' para desestabilizar Ucrânia

O presidente interino da Ucrânia, Oleksandr Turchynov, acusou a Rússia de ter "planos brutais" para desestabilizar o sudeste de seu país, por meio do apoio do governo russo aos militantes separatistas.

AE, Agência Estado

15 de abril de 2014 | 08h49

"A Rússia teve e continua tendo planos brutais", afirmou Turchynov. "Eles querem incendiar não apenas a região de Donetsk, mas também atingir outras regiões, de Kharkiv à Odessa", completou. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ucrâniapresidenterússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.