Ruth Fremson/NYT
Ruth Fremson/NYT

Rússia tenta ajudar campanha de Bernie Sanders, dizem agências de inteligência dos EUA

Candidato democrata, parlamentares dos EUA e Donald Trump foram avisados

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2020 | 10h36

WASHINGTON - As agências de inteligência dos Estados Unidos avisaram o senador e pré-candidato à presidência Bernie Sanders que a Rússia está tentando interferir a seu favor nas primárias democratas, informou o jornal The Washington Post nesta sexta-feira, 21.

A publicação, que cita fontes da inteligência americana, disse que tanto o presidente Donald Trump, que tentará a reeleição, quanto vários congressistas foram informados dessa tentativa de interferência de Moscou.

"Ao contrário de Donald Trump, não considero Vladimir Putin um bom amigo. Ele é um bandido autocrático que está tentando destruir a democracia", disse em comunicado Sanders, que representa a ala mais progressista do Partido Democrata e se define como um socialista.

Embora nenhum detalhe tenha sido dado sobre esses esforços russos, Sanders afirmou que "a propaganda na internet" semeia divisão no país.

"Não me interessa, francamente, quem Putin quer que seja presidente. Minha mensagem para Putin é clara: fique fora das eleições americanas e, como presidente, vou me certificar de que assim seja", acrescentou.

A notícia chega logo após The New York Times afirmar que a Rússia também estava tentando favorecer Trump nas eleições. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.