Rússia tenta conter violência na Ucrânia, diz Putin

Em encontro com parlamentares na região ucraniana da Crimeia, Putin afirmou que Moscou quer conter o 'derramamento de sangue'

Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2014 | 08h09

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que Moscou está fazendo tudo que pode para "conter o derramamento de sangue na Ucrânia assim que possível". Putin fez o comentário durante encontro com parlamentares na região ucraniana da Crimeia, que foi anexada pelos russos em março.

"Devemos nos fortalecer e nos mobilizar, mas não para guerras e conflitos, mas para trabalharmos duro em nome da Rússia e pela Rússia", disse ele.

A fala de Putin vem em um momento em que um comboio com mais de 200 caminhões russos se encaminha para a Ucrânia, supostamente para levar ajuda humanitária para a região leste do país, onde soldados ucranianos e separatistas pró-Moscou se enfrentam há vários meses. O comboio está indo em direção a uma passagem fronteiriça controlada pelos separatistas, na região de Luhansk.

Autoridades na Ucrânia temem que a missão de ajuda pode ser usada como pretexto para a Rússia estabelecer uma presença permanente no leste ucraniano. /Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaUcrâniaPutin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.