Rússia testa míssil que supera sistemas de defesa

A Rússia testou com sucesso hoje um míssil balístico intercontinental, projetado para superar sistemas de defesa antimísseis, informaram as agências de notícias, citando as forças estratégicas nucleares russas. O míssil Topol RS-12M foi testado "no desenvolvimento de equipamento para uso potencial de combate contra mísseis balísticos disparados do solo", disse Alexander Vovk, porta-voz das forças, citado pela agência russa Interfax."A experiência mostra que as contramedidas mais econômicas, rápidas e eficazes contra o desenvolvimento de um sistema antimísseis são as chamadas ''assimétricas''", afirmou. Segundo Vovk, essas contramedidas incluem tornar o míssil balístico quase indetectável e sua rota menos previsível aos radares, iludindo o sistema antimísseis. O míssil russo foi lançado do cosmódromo de Plesetsk, no norte do país, e voou 6 mil quilômetros até seu alvo, na península de Kamchatka, no extremo leste russo, informou a agência RIA Novosti.A Rússia desenvolveu o Topol RS-12M em resposta ao projeto dos Estados Unidos de escudo de defesas antimísseis, que usa interceptores lançados a partir do solo. Washington assinou acordos com a Polônia e a República Checa para instalar o escudo nos dois países do Leste Europeu, um plano que enfureceu Moscou. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.