Rússia vai banir importação de alimentos por um ano

A Rússia deu mais detalhes sobre as medidas retaliatórias contra as sanções a que foi submetida após os conflitos no leste da Ucrânia. O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, disse que o país vai banir importações de alimentos pelo prazo de um ano. As restrições atingem carne bovina, suína, aves, peixes, fruta, vegetais, queijos, leite e quaisquer outros produtos de uso diário.

ALEXANDRE DALLARA, Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2014 | 06h30

O banimento das importações foi confirmado como uma resposta aos países que estabeleceram sanções à Rússia. A medida terá efeito sobre produtos da União Europeia, dos Estados Unidos, Austrália, Canadá e Noruega. O primeiro-ministro disse ainda poderia revisar as medidas após o prazo de um ano.

O governo russo disse também que pensa em proibir a passagem de aviões da União Europeia e dos Estados Unidos pela Sibéria. A região é rota de voos que seguem desses países em direção à Ásia. Com informações da Dow Jones Newswires

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaEUAretaliaçãosanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.