Rússia vai conversar com Otan sobre pacto de armas

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou nesta sexta-feira, 27, que vai dar início às conversas com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em maio sobre o futuro do pacto de Forças Convencionais na Europa depois da decisão de Moscou de congelar seus compromissos no tratado. "Eu estarei em Bruxelas dia 10 de maio, estamos prontos para começar as negociações e vamos levar a posição de nosso presidente aos nossos colegas (da Otan)", disse o chefe de Estado-Maior russo, Yuri Baluyevsky, segundo agências de notícias russas. A Otan expressou sérias preocupações quanto à decisão do presidente Vladimir Putin, anunciada na quinta-feira, de congelar os compromissos da Rússia sob o pacto de controle de armas europeu. A Otan insiste há anos para a Rússia retirar suas tropas restantes da Geórgia e da Moldávia antes de seus membros ratificarem um versão revisada do pacto de 1990.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.