Rússia vai intermediar transferência do dinheiro norte-coreano

US$ 25 milhões serão transferidos a instituição financeira russa, via banco americano

Agencia Estado

15 Junho 2007 | 02h48

A Rússia vai intermediar a transferência dos US$ 25 milhões norte-coreanos depositados em Macau. O início da desnuclearização da Coréia do Norte foi suspenso devido a não liberação do dinheiro. Segundo fontes sul-coreanas, os EUA pediram a ajuda do governo russo. De acordo com a agência Yonhap, o dinheiro seria transferido do Banco Delta Asia (BDA) de Macau a uma instituição financeira russa, via algum banco americano. Os US$ 25 milhões que a Coréia do Norte exige receber para aplicar o pacto alcançado com o resto dos países do diálogo a seis foram congelados durante mais de um ano e meio a pedido dos Estados Unidos no BDA. O dinheiro foi desbloqueado para facilitar o início da desnuclearização norte-coreana estipulada pelas duas Coréias, Rússia, China, Japão e EUA, em 13 de fevereiro, em Pequim. No entanto, até o momento a transferência do dinheiro não pôde ser realizada pela impossibilidade de encontrar um banco que esteja disposto a fazer a operação. O nome da instituição financeira americana que servirá de ponte para transferir o dinheiro à Rússia não foi revelado, com o objetivo de facilitar o processo.

Mais conteúdo sobre:
Coréia do Norte Rússia transferência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.