Rússia vai respeitar eleições na Ucrânia, afirma Putin

A Rússia vai respeitar a vontade do povo ucraniano nas eleições presidenciais de amanhã (25) e está preparado para aproximar as suas relações diplomáticas com o novo governo do país, reiterou neste sábado o presidente Vladimir Putin.

Agência Estado

24 Maio 2014 | 13h22

Em uma entrevista a uma rede de televisão estatal, o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, considerou que o país terá mais facilidade de se aproximar da Ucrânia após as eleições desse domingo.

Medvedev disse ainda que não é responsabilidade da Rússia, mas da Ucrânia garantir a manutenção da sua soberania territorial. "Não há um único estado no mundo que possa garantir a soberania territorial de outro Estado - é um absurdo jurídico", declarou.

Putin, no entanto, reforçou que a Rússia quer que a Ucrânia retome o pagamento de sua dívida existente para o fornecimento de gás natural, dizendo que a Ucrânia "não tem o direito" de exigir preços mais baixos do gás em troca de pagamentos da dívida. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Rússia Ucrânia eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.