Russo acusado de tráfico de armas chega aos EUA

O russo Viktor Bout, conhecido como "Mercador da Morte", chegou aos Estados Unidos na noite de ontem, onde foi levado para uma prisão de Nova York. Bout deve comparecer a uma audiência judicial ainda hoje. Bout, de 43 anos, é um ex-oficial do Exército soviético e executivo de um império de transportes aéreos de carga. Ele estava em Bangcoc, na Tailândia, de onde foi deportado para os EUA, apesar dos apelos de autoridades russas para que ele seguisse para seu país de origem.

AE, Agência Estado

17 de novembro de 2010 | 12h31

O secretário de Justiça do presidente Barack Obama, Eric Holder, disse que Bout é considerado "um dos traficantes de armas mais prolíficos". Segundo Holder, ele enfrentará acusações de associação ilícita para vender armas para uma organização terrorista que tentou matar norte-americanos.

Bout é acusado de vender armas usadas em vários conflitos na África, no Oriente Médio e na América do Sul. Com uma fortuna estimada em US$ 6 bilhões, ele foi detido em março de 2008, durante uma operação antidrogas comandada por agentes norte-americanos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
tráficoarmasrussoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.