Russo homenageado por ter evitado a 3ª Guerra Mundial

Um militar reformado da ex-União Soviética recebe homenagem nesta sexta-feira. Ele evitou um conflito nuclear em 1983, quando ignorou um alerta de que os EUA haviam lançado um míssil. O tenente-coronel Stanislav Petrov estava encarregado do sistema de alerta antecipado da então URSS quando o sistema, por engano, sinalizou que um míssil americano havia sido lançado, em setembro de 1983. Petrov teve 20 minutos para decidir se deveria ou não lançar mísseis contra os Estados Unidos em resposta. Na época, a situação internacional era tensa: os soviéticos haviam abatido um avião da Korean Air Lines que entrara por engano em espaço aéreo soviético, matando todas as 269 pessoas a bordo. Petrov decidiu não iniciar uma retaliação. Segundo publicou a imprensa russa nos anos 90, ele sofreu uma crise grave de estresse depois do incidente e passou meses hospitalizado. Hoje, a Associação de Cidadãos dos Mundo, um grupo internacional de promoção da paz, entregou a Petrov o Prêmio Cidadão do Mundo e lançou uma campanha para arrecadar US$ 1.000 para o russo, que vive de aposentadoria. ?Em todos esses 20 anos que se passaram, nunca achei ter feito algo de extraordinário. Estava apenas fazendo meu trabalho direito?, disse Petrov à TV russa NTV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.