Russos comemoram aniversário da revolução bolchevique

A Rússia comemorou hoje o aniversário darevolução bolchevique de 1917 com marchas e reuniões,coincidindo com o início da campanha para as eleiçõesparlamentares de dezembro. Milhares de simpatizantes comunistas e ex-combatentes daSegunda Guerra Mundial marcharam pela Praça Vermelha. Muitospresentes carregavam a bandeira vermelha com a foice e o marteloe criticavam o presidente Vladimir Putin. Líderes do Rússia Unida, o principal partido de apoio aoKremlin, depositaram flores em um monumento da Praça Vermelhaque honra as milícias civis que libertaram Moscou dos invasorespoloneses em 1612. O partido planejava a realização de um show com artistaspopulares russos para celebrar o Dia do Acordo e daReconciliação, nome que recebeu o Dia da Revolução há oito anosdurante o governo do presidente Boris Yeltsin, que lutoupoliticamente contra os comunistas. Segundo uma pesquisa divulgada no início desta semana, amaioria dos russos tem uma visão positiva da revoluçãobolchevique de 1917 e muitos a apoiariam se ela ocorresse hoje. A sondagem nacional promovida pelo instituto independenteVCIOM-A mostrou que 51% dos entrevistados têm uma posiçãofavorável em relação à revolução, enquanto 33% a vêemnegativamente e o resto estava indeciso. Quando perguntados o que fariam caso a revolução ocorresseagora, 42% disseram que apoiariam os bolcheviques e apenas 10%se oporiam a eles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.