Russos devolvem aos EUA avião retido na China

A companhia aérea russa Polyot venceu o contrato para transportar de volta aos Estados Unidos o avião norte-americano de reconhecimento que foi forçado a efetuar um pouso de emergência na China, informou hoje (09) o porta-voz da empresa, Leonid Shirobokov.Segundo o porta-voz, o aparelho norte-americano EP-3 será carregado em um avião russo An-124-100, chamado Ruslan, no aeroporto militar da ilha chinesa de Hainan. Ele não informou a data da operação. O avião norte-americano foi atingido por um caça chinês enquanto realizada um vôo de reconhecimento sobre a China em 1º de abril. Depois que aterrissou em Hainan, seus tripulantes ficaram retidos por 11 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.