Saá ameaça renunciar

O presidente da Argentina, Adolfo Rodríguez Saá, deve falar à nação hoje, às 22h00, anunciou a Casa Rosada. Não há detalhes sobre o pronunciamento, que foi decidido após a fracassada reunião do presidenrte com governadores Justicialistas, disse o jornal Clarín. Segundo fontes, diante da falta de apoio político dentro do próprio partido e após todo a gabinete presidencial estar demissionário, Saá ameaçou renunciar à presidência interina do país. Saá tentou um manobra política que viabilizasse sua permanência no poder até 2003, quando o acordo que está em vigor prevê que ele fique até março próximo, fato que irritou os Peronistas. Caso Saá renuncie, o senador Ramón Puerta deve assumir novamente o cargo até definir um novo presidente interino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.