Saddam, aliado dos brasileiros

Quando a crise do petróleo atingiu em cheio o Brasil, nos anos 70, afundando o modelo de substituição de importações que garantira o "milagre" brasileiro, o então presidente Ernesto Geisel decidiu estreitar ainda mais as relações com o regime de Saddam Hussein, um dos principais fornecedores do produto. O Brasil, por exemplo, discretamente, cedeu know-how de tecnologia nuclear a Bagdá - usada no reator de Osirak, bombardeado em 1981 pela aviação israelense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.