Saddam divide Iraque em regiões militares

O presidente Saddam Hussein pôs o Iraque em estado de guerra ao colocar seu filho e três pessoas de sua confiança a cargo de quatro regiões militares para defender o país contra a invasão americana.O decreto foi baixado neste sábado, às vésperas de uma reunião de cúpula nos Açores, em que o presidente George W. Bush, o primeiro-ministro Tony Blair e o primeiro-ministro espanhol, José Maria Aznar, devem decidir se continuam com os esforços diplomáticos para desarmar o Iraque ou optam pela guerra.De acordo com a agência de Notícias do Iraque, Qusai, filho de Saddam, ficou a cargo do coração do regime - Bagdá e a cidade natal do presidente, Tikrit. O primo de Saddam Ali Hassan al-Majid foi posto a cargo do importante setor sul, de cara com as tropas americanas e britânicas estacionadas no Kuwait. Al-Majid é conhecido entre os oponentes de Saddam como ?Ali Químico?, por seu papel na campanha de 1988 contra os rebeldes curdos no norte do Iraque, em que milhares de curdos morreram, muitos deles vítimas de ataques de armas químicas.O vice de Saddam, Izzat Ibrahim al-Douri, foi colocado no comando da estratégica região norte. O Eufrates central, que inclui os locais sagrados dos muçulmanos xiitas, foi posto sob o comando de Mazban Khader Hadi, membro do Conselho do Comando Revolucionário, que está no poder. Somente o próprio Saddam detém a autoridade para ordenar o uso de mísseis terra-terra e os recursos aéreos, diz o decreto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.