Saddam diz que ameaças dos EUA "são contra toda a nação árabe"

O presidente do Iraque, Saddam Hussein, afirmou hoje que as ameaças norte-americanas de ação militar são dirigidas "não somente contra o Iraque, mas contra toda a nação árabe". Saddam fez a declaração durante audiência com o embaixador do Qatar em Bagdá, xeque Hamad bin Jassim Jabor al Thani.O presidente iraquiano disse que "o Iraque cumpriu todas as obrigações que lhe foram impostas de acordo com as resoluções do Conselho de Segurança da ONU. Mas o Conselho de Segurança, de seu lado, não honrou os compromissos incluídos em suas resoluções, em especial respeitar o Iraque e sua independência e soberania, e suspender o embargo injusto".A declaração de Saddam foi feita num momento de crescente atividade diplomática do Iraque, relacionada à possível ação militar dos EUA. O vice-presidente iraquiano, Taha Yassin Ramadan, chegou hoje a Damasco, a capita da Síria, enquanto o ministro das Relações Exteriores, Naji Sabri, iniciou visita à China. Há informes de que o vice-primeiro-ministro do Iraque, Tariq Aziz, está para iniciar um giro por vários países.Ao mesmo tempo, a ameaça dos EUA ao Iraque é um dos temas principais da reunião de ministros das Relações Exteriores dos países da Liga Árabe, marcada para 4 e 5 de setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.