Saddam faz a ONU parecer boba, diz Bush

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, declarou que Saddam Hussein fez ?as Nações Unidas parecem bobas?. A Casa Branca advertiu os países aliados dos EUA de que a credibilidade deles depende da votação na ONU pelo desarmamento do Iraque. Num esforço final por uma resolução das Nações Unidas que permita a guerra contra Saddam, membros da administração federal americana procuraram convencer os aliados de que Bush confrontará o Iraque independentemente do resultado da votação.O governo americano espera, com isso, forçar os demais países a uma escolha entre apoiar Bush ou parecerem irrelevantes. ?Ou a ONU cumprirá seu dever para desarmar Saddam Hussein, ou Saddam Hussein desarmará a si mesmo?, disse Bush. ?Se elas (as Nações Unidas) se recusarem a agir - em nome da paz, em nome da segurança do amanhã, em nome da liberdade - os Estados Unidos liderarão uma coalizão e desarmarão Saddam Hussein?, disse o presidente, durante campanha eleitoral pelos Estados do Oeste dos EUA. Os Estados Unidos terão eleições legislativas em breve, e Bush espera conseguir uma maioria.A Casa Branca quer que o Conselho de Segurança da ONU se decida, até o final da semana, sobre uma resolução que ordena que Saddam se desarme ou enfrente as conseqüências - uma ameaça implícita de ação militar por parte das potências ocidentais.Os cinco membros com direito a veto no Conselho estão divididos quanto à questão. Rússia e França preferem uma abordagem mais cautelosa, que levaria a novos debates, e não à guerra, se Saddam impuser obstáculos a uma inspeção de armas iraquianas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.