Saddam Hussein anuncia que fará greve de fome

O ex-ditador Saddam Hussein e sete co-acusados anunciaram neste domingo que pretendem iniciar, a partir de amanhã, uma greve de fome. O objetivo, segundo eles, é protestar contra a decisão do Alto Tribunal Penal iraquiano de obrigá-los a comparecer a julgamento. "O presidente (deposto) e seus colegas decidiram realizar uma greve de fome para protestar contra as tentativas do tribunal de forçá-los a comparecer", disse Zyad Najdaoui, sem dizer exatamente quando a greve vai começar.Contudo, o chefe da equipe de advogados, Khalil al Dulaimi, não confirmou as informações. Ele destacou que a decisão da greve de fome foi transmitida por fontes no centro de detenção onde Saddam e os outros acusados são mantidos, mas se negou a fornecer mais detalhes. Ainda hoje, deverá ser divulgado um comunicado oficial sobre o assunto. O ex-ditador foi detido em dezembro de 2003. Ele é acusado, entre outras coisas, de matar adversários políticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.