Saddam morreu enquanto orava, diz testemunha

Um documentário da BBC revelou que o ex-líder iraquiano Saddam Hussein foi executado quando ainda pronunciava as últimas palavras de uma oração. O programa, de 30 minutos escutou um membro da equipe de promotores, Munqith al-Faroun, que assistiu à execução junto com outras 13 testemunhas.Ele disse à BBC que viu o ex-líder iraquiano pela primeira vez quando este foi trazido a uma sala adjacente àquela onde ficava o alçapão. "Saddam Hussein veio e seu movimento era estranho - descontrolado. Olhava em volta todo o tempo e movia suas mãos freqüentemente", disse Al-Faroun.Segundo a testemunha, Saddam apenas começou a prestar atenção às palavras do juiz da execução quando o magistrado iniciou a leitura da sentença.De acordo com o promotor, o comportamento do ex-líder então se modificou, e ele passou a gritar os mesmos motes que repetia durante o julgamento: "Vida longa ao povo, vida longa à nação, abaixo os traidores."Al-Faroun contou que Saddam Hussein lhe entregou um exemplar do Corão, o livro sagrado dos muçulmanos, pedindo-lhe que o repassasse a um membro de sua família.Em uma narração detalhada da execução, o promotor descreveu como Saddam Hussein rejeitou a venda para o rosto, mas concordou em usar um pedaço de pano ao redor do pescoço como proteção.Dois vídeos não-oficiais vazaram na Internet depois que o ex-líder foi executado, gerando revolta em todo o mundo. As cenas de testemunhas gritando lemas religiosos xiitas enquanto Saddam, de etnia sunita, subia ao alçapão onde foi executado reforçaram a posição dos que consideraram seu enforcamento mais um linchamento público que o processo ordeiro descrito pelo governo.O promotor que testemunhou a cena disse à BBC que pelo menos duas pessoas estavam filmando a execução em um celular, mas ele não impediu as filmagens porque "a execução não é secreta, mas pública. Além do mais, havia uma câmera filmando".Al-Faroun disse que muitas das testemunhas permaneceram em silêncio enquanto o corpo de Saddam Hussein era colocado em uma sacola."Foi um momento horrível. A maioria de nós nunca havia visto uma execução antes." Saddam Hussein foi executado no dia 30 de dezembro de 2006. Ele foi condenado por um tribunal iraquiano no dia 5 de novembro pelo assassinato de 148 pessoas, a maioria xiitas, na cidade de Dujail, em 1982.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.