Saddam pede que chechenos libertem reféns

O presidente Saddam Hussein pediu hoje aos rebeldes chechenos para libertarem os reféns que mantêm num teatro de Moscou, afirmando que os Estados Unidos e Israel são os verdadeiros inimigos dos muçulmanos. Num comunicado lido na televisão estatal, Saddam disse que se o impasse terminar num banho de sangue, "o povo checheno perderá a simpatia da Rússia e do povo russo". "Os tiranos de nossa era são o sionismo e a América, e não a Rússia, ou a China ou a Índia," afirmou Saddam. "Não os façam odiar a nós e aos muçulmanos por causa disso".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.