Saddam retirou US$ 1 bilhão do país antes da guerra

O ex-presidente do Iraque, Saddam Hussein, retirou em dinheiro cerca de US$ 1 bilhão do Banco Central iraquiano dias antes de as tropas da coalizão invadirem o país e teria mandado seu filho, Qusai Hussein, pegar o dinheiro, a informação foi divulgada na página da Internet do jornal norte-americano The New York Times.Segundo o jornal, o filho mais novo e Saddam e seu assistente pessoal, Abid al-Haimd Mahmood, teriam transportado o dinheiro em três carretas durante a madrugada. O oficial do Tesouro dos EUA, George Mullinax, que foi designado para refazer o sistema bancário iraquiano, disse que a retirada do dinheiro aconteceu em 18 de março. Não se sabe o destino do dinheiro, que representa cerca de 25% das reservas do Iraque.O coronel Ted Seel, das forças de inteligência dos EUA, disse que um comboio de carretas atravessou a fronteira em direção a Síria, mas não tem informação sobre o que carregavam. Mullinax disse ao jornal que possivelmente a maior parte deste dinheiro já foi recuperado pelas tropas da coalizão. Segundo Mullinax, US$ 650 milhões foram encontrados no mês passado em um dos palácio de Saddam. Oficiais iraquianos acreditam que o dinheiro encontrado não é do Banco Central iraquiano, mas sim do filho mais velho de Saddam, Odai Hussein.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.