Saddam será julgado no Iraque, diz Bremer

O ditador deposto Saddam Hussein, capturado em dezembro, permanecerá no Iraque e será julgado porum tribunal especial criado pelo Conselho de Governo Iraquiano, declarou o administrador da ocupação, Paul Bremer, numa entrevista publicada hoje pelo jornal árabe editado em LondresAsharq Al-Awsat. "Saddam está no Iraque atualmente e será julgado publicamente por uma corte especial quando houver as condições necessárias para a instalação desse tribunal", disse Bremer.Indagado sobre se Saddam - que se beneficia das garantias do status de prisioneiro de guerra - tem cooperado com os militares americanos que o interrogam, Bremer disse que o ex-ditador "nãocolabora, mas não é hostil". "Até agora, ele não nos proporcionou informações úteis nem deu indicações sobre os fundos no exterior, mas sabemos que ele tem muito dinheiro fora do Iraque", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.