SAIBA MAIS-Democratas podem atingir maioria no Senado dos EUA

Num momento em que a crise econômica prejudica o desempenho eleitoral dos republicanos, o Partido Democrata dos EUA tem nesta terça-feira chances efetivas de alcançar a maioria pela primeira vez em três décadas com uma bancada de 60 senadores (num total de 100), o que lhe permitiria derrubar obstruções regimentais da bancada republicana. Os democratas hoje controlam 51 cadeiras, e precisariam conquistar mais 9. Estão em jogo na terça-feira 35 vagas --23 ocupadas por republicanos, e 12 por democratas. No outro lado do Capitólio, onde estão em jogo todas as 435 vagas da Câmara, a bancada democrata deve crescer em até 30 deputados. Atualmente, a oposição ao governo Bush já tem uma maioria de 235-199. A seguir, um panorama das principais disputas: -- Há poucas semanas, o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, parecia destinado a uma reeleição tranqüila no Kentucky, onde busca um quinto mandato de seis anos. Embora ainda lidere, ele agora se vê ameaçado pelo empresário democrata Bruce Lunsford. -- Elizabeth Dole busca o segundo mandato pela Carolina do Norte. Seu rival é o senador estadual democrata Kay Hagan. -- No Alasca, Ted Stevens, republicano que mais tempo ocupou uma cadeira no Senado em toda a história, foi condenado em 27 de outubro por corrupção política. Ele continua tentando um oitavo mandato, contra o democrata Mark Begich, prefeito de Anchorage. -- Em Minnesota, o senador republicano Norm Coleman, que tenta o segundo mandato, pode perder a vaga para o democrata Al Franken, ex-astro do programa humorístico "Saturday Night Live". -- Saxby Chambliss, republicano, busca seu segundo mandato na Geórgia, onde enfrenta o ex-senador estadual Jim Martin, democrata. -- A Louisiana é o único Estado onde os republicanos podem tirar uma vaga dos democratas no Senado. Mary Landrieu disputa a reeleição contra o ex-secretário estadual do Tesouro John Kennedy. -- Na Câmara, uma das disputas mais interessantes envolve o deputado Chris Shays, de Connecticut. Esse moderado é o único republicano que ainda representa a Nova Inglaterra na Câmara, mas pode perder a vaga para o democrata Jim Himes, ex-executivo de Wall Street. -- Nick Lampson, do Texas, é considerado um dos deputados democratas mais vulneráveis. Ele representa um distrito fortemente republicano, onde o ex-líder republicano na Câmara Tom DeLay já teve domínio absoluto. Lampson enfrenta o republicano Pete Olson, ex-piloto da Marinha e ex-funcionário do Congresso. (Reportagem de Thomas Ferraro)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.