SAIBA MAIS - Japão e Itália têm mais idosos

O número de pessoas no mundo com 65 anos ou mais passará de 506 milhões em 2008 para 1,3 bilhão até 2040, segundo um relatório do Departamento do Censo dos EUA.

REUTERS

20 de julho de 2009 | 11h46

Veja alguns fatos citados no relatório:

· O Japão, com 22 por cento da sua população com 65 anos ou mais, tem a maior proporção de idosos entre os grandes países.

· A China tem a maior população idosa - 106 milhões.

Em seguida vêm Índia (59,6 milhões), EUA (38,7 milhões), Japão (27,5 milhões) e Rússia (19,9 milhões).

· Até 2040, mais de um em cada quatro europeus deve ter pelo menos 65 anos de idade; um em cada sete terá 75 anos ou mais.

· A velhice não é mais privilégio dos ricos. Atualmente, 62 por cento das pessoas com 65 anos ou mais já vive em países em desenvolvimento da África, Ásia, América Latina, Caribe e Oceania.

· A expectativa de vida para bebês nascidos no Japão e em Cingapura já alcançou 82 anos.

· Na França, na Suécia, na Itália, na Austrália e no Canadá, a expectativa de vida para os recém-nascidos já supera os 80 anos.

· A expectativa de vida nos EUA é apenas mediana - 78 anos, não muito maior do que de lugares como Tunísia (75 anos) e Guatemala (70). No Zimbábue, devastado pela Aids, a expectativa de vida chega apenas a 39,7 anos.

· Em 1900, as mulheres na Europa e na América do Norte em geral viviam dois ou três anos a mais do que os homens. Agora, essa diferença subiu para sete anos.

(Reportagem de Maggie Fox em Washington)

Tudo o que sabemos sobre:
GERALSAIBAMAISIDOSOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.