SAIBA MAIS-Pré-candidatos democratas dos EUA e a economia

Leia abaixo alguns dos comentários recentessobre política econômica feitos pelos dois pré-candidatos doPartido Democrata às eleições presidenciais nos EUA. HILLARY CLINTON, SENADORA PELO ESTADO DE NOVA YORK Hillary divulgou um plano que prevê poupar 55 bilhões dedólares diminuindo os benefícios de empresas como asfarmacêuticas, as petrolíferas e as do setor financeiro. Oplano inclui uma proposta para reformar as regulamentaçõessobre os cartões de crédito a fim de proteger os consumidoresdos juros abusivos e das elevações repentinas das taxas. A senadora sugeriu um plano de poupança de aposentadoriapara as famílias das classes baixa e média que incluiriacréditos tributários como forma de incentivar a formação dessaspoupanças. O plano dela para a área da saúde prevê dar assistênciamédica a todos os norte-americanos. Por meio de uma parceriaentre os setores público e privado, os norte-americanospoderiam continuar com os planos de cobertura já existentes ouoptar por planos privados oferecidos a membros do Congresso. Epoderiam ainda escolher um plano de saúde público semelhante aoMedicare. Quanto à China, Hillary disse ser necessário adotar padrõesmais rígidos para os produtos importados a fim zelar pelobem-estar dos consumidores nos EUA. "E nós temos também deenfrentar o fato de os chineses manipularem sua moeda,"afirmou. BARACK OBAMA, SENADOR PELO ESTADO DE ILLINOIS Obama apresentou um plano que criaria 5 milhões de novospostos de trabalho no setor de energia "verde" e montaria umainfra-estrutura bancária para gastar 60 bilhões de dólares, aolongo de uma década, no conserto de estradas, pontes e canaisde água. Segundo o pré-candidato, o país arcaria com o planopondo fim à guerra no Iraque e aumentando os impostos queincidem sobre as empresas e sobre a fatia mais rica dapopulação. Obama defendeu um plano de crédito tributário restituívelno valor de 4.000 dólares ao ano para pagar pelos custos comeducação superior. E deseja incorporar automaticamentetrabalhadores a planos de aposentadoria a fim de aumentar aspoupanças. O pré-candidato sugeriu criar um programa nacional epúblico de saúde a fim de permitir que pessoas físicas epequenas empresas paguem por um sistema de atendimento médicosemelhante àquele de que dispõem os membros do funcionalismofederal. Obama disse ainda que, se parceiros comerciais dos EUAestão manipulando sua moeda, "vamos negociar com eles arespeito dessa questão." "Ou seja, não vamos ficar acumulandodéficits e pedindo aos chineses que nos avalizem, porque émuito difícil ter uma posição sólida de negociação quando oschineses são os nossos financiadores." (Compilado por Joanne Allen)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.