Saiba quais grupos terroristas podem estar por trás dos ataques na Noruega

Explosão em Oslo e tiroteio em acampamento do Partido Trabalhista deixaram ao menos 11 mortos

Reuters

22 de julho de 2011 | 16h06

LONDRES - Dois incidentes abalaram a Noruega nesta sexta-feira, 22. No primeiro deles, mas explosão em um dos prédios do governo no centro de Oslo matou ao menos sete pessoas. No segundo, quatro morreram quando um homem vestido de policial entrou no acampamento anual da juventude do Partido Trabalhista e abriu fogo.

 

Veja também:

linkOtan, Europa e EUA condenam atentados

som Estadão ESPN: Estamos vivenciando uma situação absurda, diz brasileiro

blog Acompanhe as informações pelo Radar Global

mais imagens As primeiras imagens do local da explosão em Oslo

video VÍDEO: Imagens revelam destroços da explosão na capital

video YOUTUBE: Vídeo do local da explosão que atingiu prédios do governo

 

Até o momento, ninguém se responsabilizou pelos incidentes, mas as autoridades da Noruega acreditam que os episódios estejam vinculados e trabalham com a hipótese de se tratar de ataques terroristas. A Noruega faz parte da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e participa dos conflitos do Afeganistão e Líbia.

 

Abaixo, listamos os grupos que possuem histórico de atentados na Europa:

 

AL-QAEDA

É vista como a maior ameaça terrorista internacional pelos Estados Unidos e outros países envolvidos no combate ao extremismo. A rede tem larga experiência em atentado com bombas, além de infraestrutura para apoio logístico, financeiro e ideológico há muito tempo estabelecida. O grupo, porém, tem sofrido duros golpes com as ações do Exército americano em várias frentes. A última delas resultou na morte do líder Osama bin Laden, considerado o responsável pelos ataques de 11 de Setembro.

 

MOVIMENTO ISLÂMICO DO USBEQUISTÃO

Grupo, que tem laços com a Al-Qaeda, luta também no Tajiquistão, no Afeganistão e no Quirguistão com o objetivo de estabelecer um califado na região. Os extremistas planejavam atacar cidades europeias, segundo informações de inteligência.

 

LASHKAR-E-TAIBA e JAISH-E-MOHAMMED

Grupos militantes situados no nordeste paquistanês antes auxiliados pelo serviços de inteligência paquistaneses para combater os indianos na região da Caxemira. Atualmente, estão banidos. Segundo fontes de segurança Ocidentais, recebem europeus que vão para o Paquistão procurando se aliar ao extremismo. Já foram encontradas evidências de que ambos os grupos estariam ligados a planos para atacar alvos ocidentais.

 

AL-SHABAAB

Grupo atua no sul e no centro da Somália e tentam estabelecer um estado islâmico no país africano. São os responsáveis pelo ataque ao cartunista dinamarquês Kurt Westergaard, em Copenhague, em janeiro de 2010.

 

TALEBAN PAQUISTANÊS

Conhecido também como Tehrik-e-Taliban, é um dos mais grupos influenciados pela Al-Qaeda e concentra suas lutas contra o governo paquistanês, que considera ilegítimo. Foi desta rede que saiu Faisal Shahzad, paquistanês americano que tentou explodir um carro-bomba em Times Square, no centro de Nova York. Em setembro de 2010, o grupo ameaçou atacar os Estados Unidos e a Europa.

 

AL-QAEDA DO MAGREB ISLÂMICO (AQMI)

Braço da Al-Qaeda atuante no norte da África que reúne antigos integrantes dos salafistas, frente que combatia o governo da Argélia. As autoridades de segurança temem que os rebeldes usem o dinheiro obtido com o tráfico de drogas para recrutar combatentes e financiar ataques violentos.

Tudo o que sabemos sobre:
OsloNoruegaEuropaterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.