Saída dos EUA exporia Iraque a piratas, diz ministro

O ministro da Defesa do Iraque, Abdul-Qader al-Obeidi, alertou neste sábado que uma saída prematura das tropas dos Estados Unidos deixaria o país a mercê dos piratas que agem no Golfo Pérsico. Al-Obeidi disse que as forças norte-americanas protegem os portos iraquianos e sua retirada teria "graves conseqüências" para a segurança e soberania do país. Piratas intensificaram a ação das linhas marítimas do Golfo no último ano e seqüestraram dezenas de navios ao longo da costa da Somália. Alguns foram liberados após resgate. O Iraque exporta petróleo por meio do porto de Basra, no sul do país. Tais exportações respondem por 90% da receita do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.