Sakineh leva roteiro para falar em TV iraniana

Coberta por um véu negro e com a imagem distorcida, Sakineh Ashtiani disse, em entrevista a uma TV iraniana, na noite de quarta-feira, que traiu o marido com um primo dele. Segundo um representante do Judiciário, Sakineh injetou um anestésico no marido. "Depois que ele ficou inconsciente, o verdadeiro assassino (o primo) matou a vítima ao conectá-la pelo pescoço à eletricidade", disse o funcionário na TV. "Ele (o primo) me disse: "Vamos matar seu marido". Eu realmente não acreditava que meu marido seria morto. Pensei que ele estivesse brincando", disse Sakineh, que segurava uma folha à qual recorria eventualmente. Ela fez as declarações em sua língua - um dialeto azeri - e a TV iraniana dublou suas declarações em farsi. ONGs acusam a TV estatal de ter se aproveitado de Sakineh para atacar o advogado Mohammad Mostafaei, asilado na Noruega. "Por que você (Mostafaei) divulgou isso?", questionou ela. Segundo seu relato, muitos parentes não sabiam do crime e o incidente "envergonhou a família".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.