Saleh diz que fará eleição presidencial no Iêmen, aponta agência

O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, que ainda está em tratamento na Arábia Saudita depois de uma tentativa de assassinato, disse na segunda-feira que está comprometido com a realização de eleições presidenciais, informou a agência de notícias estatal.

REUTERS

29 de agosto de 2011 | 17h52

Saleh, que se mantém no poder apesar de uma onda de manifestações contra seu governo de 33 anos, afirmou em comunicado publicado na página da Saba que está confiante que o Iêmen encontrará o caminho para sair da crise.

"Nós nos comprometemos com as iniciativas anteriores, incluindo a iniciativa do Golfo, os esforços e o comunicado do Conselho de Segurança, e ir adiante com a realização ... o mais rápido possível de eleições gerais e eleições livres e diretas para um novo presidente da República", disse Saleh.

(Reportagem de Mohammed Ghobari e Martina Fuchs)

Tudo o que sabemos sobre:
IEMENELEICOESSALEH*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.