Saleh está ferido com gravidade, dizem fontes dos EUA

O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, tem ferimentos mais graves do que se pensava, por causa de um ataque com foguetes contra o complexo presidencial onde ele estava na semana passada, afirmaram hoje funcionários norte-americanos. Três fontes do governo dos Estados Unidos afirmaram que Saleh tinha queimaduras em "cerca de 40%" de seu corpo e também sofria com uma hemorragia interna no crânio.

AE, Agência Estado

07 de junho de 2011 | 12h12

As fontes dos EUA falaram sob condição de anonimato. A imprensa estatal do Iêmen afirmou, na sexta-feira, que Saleh tinha ferimentos leves. Autoridades locais também disseram que ele deveria voltar ao Iêmen para comandar o país em alguns dias. Saleh viajou para a Arábia Saudita, onde recebe tratamento médico.

Washington tem pressionado pela renúncia de Saleh. Ontem, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, pediu uma "transição imediata". Ela disse que o Iêmen precisa de um processo que leve a reformas políticas e econômicas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IêmenprotestosSalehferimentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.