Joe Raedle/AFP
Joe Raedle/AFP

Sanders cogita de pedir recontagem em primária em Missouri

Senador foi derrotado por Hillary Clinton por margem de 0,4 ponto 

O Estado de S. Paulo

16 de março de 2016 | 19h42

WASHINGTON - O pré-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos Bernie Sanders disse nesta terça-feira, 16, que não descarta a possibilidade de pedir uma recontagem da primária de Missouri, na qual ele foi derrotado pela ex-secretária de Estado Hillary Clinton por uma margem de 0,4 ponto porcentual. Do lado republicano, a vantagem do magnata Donald Trump para o senador do Texas Ted Cruz também foi pequena: 1,6 mil votos. 

Ambas as margens são tão pequenas que os candidatos poderiam exigir a recontagem dos votos e nenhum veículo de comunicação americano se atreveu a projetar um ganhador na madrugada de ontem. Levando-se em conta os efeitos práticos, no lado democrata, a primária do Missouri tem uma importância pequena, já que os 71 delegados deste Estado que deverão apoiar os candidatos na convenção do partido em julho serão distribuídos proporcionalmente.

Com isso, seja quem for o ganhador final, é muito provável que os delegados sejam divididos praticamente pela metade entre Hillary e Sanders. No entanto, uma vitória do senador teria certo peso simbólico.

Entre os republicanos, a disputa no Missouri dá ao vencedor uma parte dos 52 delegados que correspondem ao Estado. Os outros delegados serão distribuídos por distrito. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.