Sandy deixa cenário pós-apocalíptico em Nova York

Cidade tem ruas desertas, falta de eletricidade e detritos por todos os lados.

BBC Brasil, BBC

30 de outubro de 2012 | 21h10

Após a passagem do furacão Sandy, os nova-iorquinos encontraram nesta terça-feira um cenário pós-apocalíptico na cidade.

As ruas de parte sul de Manhattan estão desertas, não há eletricidade e é possível ver detritos por todos os lados - colchões, sacos de areia que voaram com a força do furacão (depois rebaixado para a categoria de ciclone pós-tropical), galhos de árvores.

A tempestade deixou pelo menos 18 mortos em Nova York e mais de 30 em todo o país. "Tragicamente, esse número deve aumentar ainda mais", disse o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.

O sistema de transporte foi interrompido em boa parte da cidade - algumas linhas de ônibus começaram a ser retomadas no início da noite.

Mais de 8 milhões de casas em todo o país ficaram sem energia elétrica e mais de 15 mil voos foram cancelados.

'Céu ameaçador'

Em Nova York, a correspondente da BBC Laura Trevelyan encontrou ruas "fantasmagoricamente quietas".

"Não há luz em lugar algum, e o céu está em um tom cinza escuro, ainda ameaçador", relata.

Além da falta de eletricidade em grandes partes da cidade, há estações de metrô e túneis inundados.

Em Wall Street, homens com geradores trabalham para retirar a água que inunda as ruas.

Trevelyan falou com moradores do Lower East Side de Manhattan que relataram o terror sentido quando as águas invadiram ruas, quebrando janelas e inundando porões.

Uma mulher diz que explosões na subestação de energia local "iluminaram o céu". Na Avenida C há vários carros amontoados.

"Este lugar era uma piscina ontem à noite", diz um morador que se identificou apenas como Luiz. "Nós sobrevivemos ao (furacão) Irene, nunca pensei que Sandy fosse ser assim."

Canadá

Antes de atingir os Estados Unidos, o ciclone Sandy matou mais de 60 pessoas no Caribe. O Centro Nacional de Furacões dos EUA divulgou que a tempestade se dirigia a Pittsburgh, no Estado da Pensilvânia. Há previsão de tempestadas, nevascas e enchentes.

O centro prevê agora que o Sandy siga no fim desta noite para o noroeste e atinja o Canadá na quarta-feira.

Durante uma visita a funcionários da Cruz Vermelha em Washington, o presidente Barack Obama elogiou o trabalho bastante coordenado das equipes de resgate que trabalharam durante a tragédia e fez um alerta: "A tempestade ainda não terminou."

Ele disse ainda que vai fazer o que for preciso para que os recursos cheguem, sem burocracia, a locais como Newark e New Jersey, onde houve graves cortes de energia.

"A América está com vocês", disse o presidente, se dirigindo as pessoas afetadas e as que se preparavam para a passagem do Sandy. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
topeuanova yorksandy

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.