REUTERS / Jose Miguel Gomez
REUTERS / Jose Miguel Gomez

Santos e Maduro se reunirão para debater crise na fronteira

Reunião será na segunda-feira, dia 21 de setembro, no palácio de Carondelet, em Quito

O Estado de S. Paulo

17 Setembro 2015 | 13h04

QUITO - Os presidentes da Colômbia, Juan Manuel Santos, e da Venezuela, Nicolás Maduro, se reunirão na próxima segunda-feira, dia 21 de setembro, em Quito para debater a crise na fronteira entre ambos os países, informou o líder do Equador, Rafael Correa.

O presidente equatoriano expressou satisfação pela confirmação do encontro. Ele estará presente ao lado do presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, como representantes da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), respectivamente.

Correa fez o anúncio após a viagem de ontem do ministro das Relações Exteriores do país, Ricardo Patiño, à Colômbia e à Venezuela para tentar concretizar a reunião.

Patiño informou nesta quinta-feira, 17, sobre os detalhes do encontro em entrevista coletiva e disse que os líderes se reunirão no palácio de Carondelet, sede da presidência do Equador, a partir das 14h locais de segunda-feira (16h em Brasília).

O ministro também lembrou que foi em Quito, no sábado, o local onde se reuniram as chanceleres da Colômbia, María Ángela Holguín, e da Venezuela, Delcy Rodríguez. No encontro, elas conversaram sobre "de que forma poderia se encaminhar o nível do diálogo entre os dois países irmãos". /EFE

Mais conteúdo sobre:
reunião Colômbia Venezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.