EFE/Ernesto Mastrascusa
EFE/Ernesto Mastrascusa

Santos pede que Maduro desista da Assembleia Constituinte

Presidente colombiano disse em sua conta no Twitter que o cancelamento da medida é necessário para que haja uma ‘solução negociada, rápida e pacífica na Venezuela’

O Estado de S.Paulo

18 Julho 2017 | 10h13

BOGOTÁ - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, reiterou na segunda-feira 17 o pedido ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para que desista da Assembleia Constituinte convocada para o dia 30 de julho.

"Reiteramos: a constituinte precisa ser cancelada para obter uma solução negociada, rápida e pacífica na Venezuela. O mundo inteiro está pedindo", escreveu Santos em sua conta no Twitter.

O presidente colombiano se pronunciou após se reunir em Havana com o líder cubano, Raúl Castro, com quem falou sobre a paz em seu país e outros temas da agenda regional, marcada pela profunda crise enfrentada pela Venezuela, sócio estratégico da ilha.

Segundo o jornal Financial Times, Santos buscaria convencer Castro a ser mediador da crescente crise venezuelana.

Há uma semana, o presidente colombiano pediu pela primeira vez de forma direta que Maduro mude de ideia sobre a Assembleia Constituinte. "Para que haja uma solução negociada na Venezuela é preciso que Maduro cancele a Constituinte", disse Santos no Twitter.

A oposição considera a iniciativa de Maduro uma tentativa de consolidar uma ditadura no país. Já o governo alega que a Constituinte servirá como saída para a crise e fortalecerá a revolução bolivariana. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.