Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

São esperados 500 mil cubanos em concerto pela Paz

Cerca de 500 mil pessoas devem assistir o concerto "Paz sem Fronteiras", em Havana, neste domingo, liderado pelo astro colombiano Juanes. O evento foi elogiado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, mas bastante criticado por cubanos exilados.

AE, Agencia Estado

20 de setembro de 2009 | 13h58

Juanes, 37 anos, vencedor do Grammy, recebeu várias ameaças de morte antes do concerto. Para os exilados, o evento legitima o regime comunista que vigora há mais de cinco décadas na ilha. Obama, por sua vez, disse à Univisión, rede de língua espanhola dos EUA, que o concerto pode ajudar a melhorar a relação entre os dois países. "Meu entendimento é que ele é um músico fantástico", disse Obama à estação durante sua maratona televisiva para promover sua proposta de reforma do sistema de saúde. A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, teve um encontro com o cantor antes de ele viajar a Cuba.

Juanes prometeu um show histórico na Praça da Revolução, local de incontáveis declarações de líderes comunistas cubanos, e lar de um mural icônico do líder revolucionário argentino Ernesto "Che" Guevara.

Também participarão do concerto outros cantores latino-americanos famosos como Olga Tanon, Danny Rivera, Silvio Rodriguez e Orishas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Cubaconcerto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.