São Francisco perde primazia como capital gay

A cidade norte-americana de São Francisco, no Estado da Califórnia, perdeu a sua até pouco indiscutível primazia como "capital" gay dos Estados Unidos. Segundo o último censo sobre preferências sexuais, realizado em 2000, este título cabe agora a West Hollywood e Palm Spring. Segundo os números do censo, que compara os últimos dados com os colhidos em 1990, a Califórnia tem a mais alta proporção de casais formados por pessoas do mesmo sexo (1,4%) entre os Estados norte-americanos. Em segundo lugar aparece o Estado de Vermont, considerado uma unidade rural da nação, que no ano passado foi o pioneiro em aprovar a união civil dos casais gays.Texas, Pensilvânia e New Jersey são os três novos Estados que aparecem com população homossexual. Os casais gays começaram a assumir sua relação em todo o país principalmente depois de 1990, quando estes pares passaram a exigir com mais afinco seus direitos, tais como receber benefícios sociais e civis iguais aos concedidos aos heterossexuais.No censo de 2000 foram contabilizados 472.289 casais gays em toda o país, número bem maior que os 121.346 que se declararam há 10 anos. Apenas na Califórnia, são agora 92.000, contra 36.602 em 1990. Entre as cidades californianas, West Hollywood (área de Los Angeles), Palm Spring, São Francisco, Laguna Beach e Berkeley são, por ordem decrescente, as que apresentam o maior número de casais gays. Em todos os Estados Unidos, os casais formados por pessoas do mesmo sexo aparecem em 99,2% dos 2.418 condados pesquisados pelo censo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.