São quatro os mortos em atentado em Bagdá

Um atacante suicida explodiu nesta manhã um furgão disfarçado de ambulância na frente de um hotel freqüentado por ocidentais em Bagdá, matando quatro pessoas e ferindo outras 17, segundo a polícia iraquiana. A explosão na frente do Hotel Shaheen ocorreu às 6h40 locais, depois que guardas de segurança abriram fogo contra o veículo - um furgão branco com as marcas da Crescente Vermelho, a versão da Cruz Vermelha no Oriente Médio - enquanto ele contornava barreiras de concreto na rua.A explosão deixou uma grande cratera, destroçou o térreo do hotel de três andares e danificou pelo menos três outros prédios vizinhos. Cerca de 10 carros estacionados nas proximidades foram destruídos. O ministro do Trabalho iraquiano, Sami Izara al-Majourn, um dos moradores do hotel, escapou ileso.O hotel está localizado no bairro de Karadah, onde existem várias embaixadas estrangeiras e a principal instalação das forças de segurança que protegem missões diplomáticas. Foi o primeiro carro-bomba em Bagdá desde 18 de janeiro, quando 31 pessoas foram mortas numa explosão na principal entrada do QG das forças de ocupação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.