São sete os mortos em atentado suicida em Israel

Um suicida explodiu numa parada de ônibus cheia de soldados em Israel, matando seis outras pessoas, além de si mesmo. O ponto de ônibus fica perto da base militar Tsrifin e do hospital Assaf Harofeh, perto de um subúrbio de Tel-Aviv. Multidões fugiram do local aos gritos.O Canal 1 da TV israelense disse que há sete mortos, incluindo o suicida. O serviço de resgate informa haver pelo menos 30 feridos, 15 em estado grave. Médicos dizem que a maioria dos feridos é de soldados. David Baker, o primeiro-ministro em exercício (Ariel Sharon está na Índia) disse que o ataque indica que a Autoridade Nacional Palestina ?não faz absolutamente nada? para deter os terroristas. O parlamentar palestino Saeb Ereket condenou o atentado. Até o momento, nenhum grupo reivindicou responsabilidade.Horas antes, tropas israelenses haviam matado um menino palestino de 12 anos, durante o cerco a um prédio na Cisjordânia, onde também foram mortos dois membros do Hamas. O edifício onde os militantes estavam escondidos foi demolido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.