Sarah Palin divide opiniões no partido

A grande estrela entre os republicanos, especialmente os do Tea Party, ainda é a ex-governadora do Alasca, Sarah Palin. Com ar de celebridade, ela apresenta programas de TV e foi personagem principal de um reality show sobre a vida da família dela. Agora, todos aguardam o momento em que a ex-candidata a vice-presidente, em 2008, anunciará se pretende concorrer ou não à presidência.

Gustavo Chacra, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2011 | 00h00

Sua posição divide os integrantes do partido. O establishment em Washington prefere vê-la distante da disputa. Karl Rove, principal estrategista republicano, a considera "despreparada". Roger Allies, presidente da Fox News, principal bastião do partido na TV, até contratou Palin para trabalhar no canal, mas a considera "idiota".

Nas pesquisas, Palin aparece em segundo lugar, com 15%, mas em empate técnico com o primeiro colocado, Mitt Romney. Seu nome é o mais conhecido entre os pré-candidatos do partido. Os eleitores dela costumam ter menos escolaridade, segundo o Gallup, e estão concentrados em Estados onde dificilmente os republicanos perderão. O problema maior, de acordo com a pesquisa e analistas, está justamente entre o eleitorado independente em Estados considerados chave, como Flórida e Ohio, onde ela aparece mal.

A expectativa é a de que Palin lance a candidatura nos próximos dias. No Tea Party, sua principal adversária seria a deputada Michele Bachmann. As duas são aliadas, mas cresceu a tensão entre elas nos últimos dias. O ex-líder do Congresso nos anos 90, Newt Gingrich, que tenta renascer politicamente, também pode atrair votos do eleitorado mais conservador. O senador Ron Paul, por sua vez, ainda é o preferido dos libertários e está em terceiro nas pesquisas, com 10% das intenções de voto.

NA DISPUTA

Mitt Romney: Ex-governador de Massachusetts. Seu principal obstáculo é a reforma do sistema de saúde do Estado, que serviu de inspiração para Obama

Tim Pawlenty: Ex-governador de Minnesota. Pouco conhecido entre os eleitores

Jon Huntsman: Ex-governador de Utah, foi embaixador de Obama na China

Sarah Palin: Ex-governadora do Alasca, é a mais carismática dos candidatos, mas considerada despreparada para assumir a Casa Branca

Newt Gingrich: Ex-líder republicano no Congresso nos anos 90, caiu no ostracismo por problemas pessoais e tenta renascer com discurso conservador

Ron Paul: Líder da ala libertária do partido, tem dificuldade para conquistar votos entre outras facções republicanas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.