Sarcógago de três mil anos é retornado ao Egito

Acredita-se que peça tenha sido roubada da cidade egípcia de Luxor no século 19.

BBC Brasil, BBC

13 de março de 2010 | 16h00

Um sarcófago egípcio de três mil anos, retirado irregularmente do país há mais de um século, foi retornado ao Cairo neste sábado.

Em outubro de 2008, um dono de galeria espanhol não conseguiu apresentar documentos provando a posse do sarcófago quando desembarcou no aeroporto americano de Miami vindo de Barcelona.

Investigadores descobriram que a peça data da 21ª dinastia egípcia, pertencente ao faraó Ames, que governou o país entre 1081 e 931 a.C.

Acredita-se que ele tenha sido roubado da cidade egípcia de Luxor ao final do século 19, local onde foram enterrados mais de 60 faraós. Na década de 1970, o sarcófago teria sido contrabandeado para fora do Egito.

Novo museu

Os faraós das últimas dinastias egípicas costumavam ser sepultados em sarcófagos bastante decorados, em câmaras mortuárias escondidas sob montanhas no Vale dos Reis, próximo à Luxor, para tentar evitar a atuação de ladrões.

O arqueologista chefe do Egito, Zahi Hawass, coletou o sarcófago em uma cerimônia em Washington.

Ele afirmou disse que fez da recuperação de artefatos roubados a principal meta de sua administração. Hawass disse que este sarcófago está entre os mais valiosos.

O Egito tenta apressar a devolução de itens roubados porque prepara a construção de um novo Museu Egípcio, vizinho às pirâmides de Guizé, para substituir o atual, no centro do Cairo.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
egitosarcófagoZahi HawassAmes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.