Sarkozy e Obama anunciam nos EUA aliança na luta contra o terrorismo

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, afirmou ontem que mostrar debilidade diante do terrorismo seria algo "profundamente culpável", após se reunir com seu colega americano, Barack Obama, em Washington. "EUA e França estão decididos a ser aliados na questão do terrorismo. As democracias não podem ceder, as democracias têm de se defender quando seus valores fundamentais se encontram em jogo", destacou o presidente francês. "Não temos outra opção a não ser combater os terroristas onde quer que se encontrem", acrescentou Sarkozy. Durante o encontro, Obama manifestou seu pesar pela morte dos reféns franceses no Níger, dizendo que ela evidencia que o "desafio do terrorismo é algo que diz respeito a todos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.