Guillaume Horcajuelo/Efe
Guillaume Horcajuelo/Efe

Sarkozy eleva retórica nacionalista antes do 2º turno

'A Europa deixou que a ideia de nação se enfraquecesse demais', disse o presidente

Nalu Fernandes, Agência Estado

29 de abril de 2012 | 14h30

PARIS - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, elevou o tom de sua retórica nacionalista, neste domingo, 29, em apelo aos 6,5 milhões de eleitores do partido de extrema direita - Frente Nacional (FN) -, da candidata derrotada no primeiro turno da eleição presidencial, Marine Le Pen. "Eu não quero deixar a França se diluir na globalização, aqui está a mensagem do primeiro turno", disse Sarkozy, em Toulouse. "A Europa deixou que (a ideia) de nação se enfraquecesse demais."

Veja também:

link Campanha faz franceses defenderem direita radical

link Pesquisa projeta vitória de Hollande na França com 54%

video Muamar Kadafi financiou campanha de Sarkozy em 2007

Sarkozy insistiu na importância das fronteiras em um momento em que "as fronteiras estão sendo removidas".

Atrair apoio da extrema direita é crucial na tentativa de Sarkozy para garantir um segundo mandato, mas as pesquisas mostram que muitos daqueles que votaram na candidata Marine Le Pen, no primeiro turno, podem se abster na segunda etapa do pleito, que acontece no próximo domingo (dia 6).

Neste domingo, Sarkozy voltou a falar contra imigração. "Nós temos o direito de decidir quem será bem-vindo na França, ninguém pode contestar isso. Nós temos o direito de defender nossos costumes, hábitos, tradições, nossa identidade", disse ele. "Não é doença ter uma identidade."

Pesquisas mostram que o candidato socialista, François Hollande, ainda lidera a corrida presidencial e deve ganhar do presidente atual por uma ampla margem. Segundo o instituto de pesquisa LH2 para o Yahoo!, que ouviu 958 pessoas por telefone, entre a última sexta-feira e o sábado, Hollande venceria o segundo turno da eleição com 54% dos votos, abaixo dos 56% da pesquisa anterior, conduzida em 19 de abril.

As informações são da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.