Sarkozy pede saída de presidente do Zimbábue

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, declarou hoje que o líder zimbabuano Robert Mugabe "precisa ir". Com isso, ele se soma a uma série de outros líderes ocidentais que pressionam pela saída de Mugabe. Ao fazer o comentário, durante discurso para marcar o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o mandatário francês dirigiu palavras duras ao presidente do Zimbábue: "Você transformou seu povo em refém".Sarkozy acumula atualmente a presidência de turno da União Européia (UE). Atualmente, os chanceleres da UE preparam medidas com o objetivo de ampliar as sanções do bloco ao Zimbábue, numa iniciativa com o objetivo de forçar a renúncia da Mugabe.A UE vinha exigindo que Mugabe implementasse um acordo de partilha de poder com a oposição, que venceu por estreita margem as eleições parlamentares realizadas em março no país africano.O Zimbábue enfrenta no momento uma epidemia de cólera em meio ao colapso de sua economia e de seu sistema de saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.