Sarkozy promete ação após morte de refém

FRANÇA

, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2010 | 00h00

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, prometeu ontem represálias ao "assassinato" do refém francês, o engenheiro Michel Germaneau, no Mali, reivindicado pela Al-Qaeda no Magreb Islâmico, o braço do grupo no norte da África, depois de tentativa frustrada do Exército para libertá-lo. Sarkozy defendeu a decisão da França de participar da operação com tropas da Mauritânia como última tentativa de libertar a vítima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.