Sarkozy reconhece derrota em eleição na França

Nicolas Sarkozy reconheceu sua derrota nas eleições presidenciais francesas, após o segundo turno de votação deste domingo, e declarou que a França tem um novo presidente. Sarkozy será o primeiro presidente francês a não conseguir se reeleger em mais de três décadas e também o 11º líder da zona do euro a perder o poder em meio à crise fiscal da região.

CYNTHIA DECLOEDT, Agência Estado

06 Maio 2012 | 15h59

Sarkozy disse ter se comprometido ao máximo e totalmente, mas que infelizmente não foi bem-sucedido. Ele afirmou ainda ser totalmente responsável pela derrota. Ao mesmo tempo, agradeceu os franceses e aos milhões que nele votaram e disse que "o nosso país é maior do que somos". "Amamos a França", disse Sarkozy, pedindo aos seus eleitores que respeitem o processo democrático. Ele disse ainda ter sido uma grande honra ter governado a França.

Segundo amostras preliminares, o candidato socialista François Hollande, de 57 anos, obteve entre 52% e 53% dos votos. Sarkozy, que tem a mesma idade, teria conquistado de 46,7% a 48% dos votos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.