Satélite espião de Israel transmitirá imagens do Irã em 24 horas

O satélite israelense de observação espacial EROS-B, lançado da Sibéria, divulgará as primeiras imagens do Irã dentro de 24 a 48 horas, segundo prevêem as Forças Armadas de Israel, informou nesta quarta-feira a rádio pública israelense. O satélite espião, qualificado de comercial e lançado ao espaço pela companhia internacional ImageSat, poderá captar fotografias de objetos com tamanho a partir de 70 centímetros. O diretor do Programa Espacial israelense, Isaac Ben Israel, disse à emissora que o EROS-B permitirá o acompanhamento da evolução do programa nuclear do Irã, cujo presidente, Mahmoud Ahmadinejad, reiterou que o Estado judeu "deve ser riscado do mapa". Alto nível de resolução O novo satélite, que entrou em órbita 20 minutos após seu lançamento, poderá identificar, devido ao alto nível de resolução de seus câmeras, a construção de instalações destinadas ao enriquecimento de urânio, algo decisivo para a produção de armas atômicas. O Irã está atualmente no centro de uma crise internacional devido ao seu programa nuclear, embora o país assegure que pretende produzir apenas eletricidade em suas instalações Atômicas. A trajetória do satélite israelense é controlada a partir de uma base terrestre das Indústrias Aeronáuticas de Israel (IAI), na cidade de Iehud, situada no meio caminho entre Jerusalém e Tel-Aviv. Também poderá transmitir imagens de locais do território iraniano de onde os militares do país poderiam lançar seus mísseis balísticos Shehab.

Agencia Estado,

26 Abril 2006 | 04h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.