Satélite sul-coreano saiu de órbita, diz Seul

O satélite lançado hoje pela Coreia do Sul, transportado pelo primeiro lançamento bem-sucedido de um foguete espacial do país, não conseguiu entrar na órbita programada, informaram funcionários. Um comunicado do Ministério da Ciência qualificou o lançamento como um "sucesso parcial". Imagens de TV mostraram o primeiro estágio do Veículo-1 de Lançamento Espacial da Coreia se separando do segundo estágio, menos de cinco minutos depois do lançamento do foguete às 5 horas (17 horas no horário local), em Goheung, no litoral sul da Coreia do Sul. No entanto, o satélite saiu de órbita.

AE-AP, Agencia Estado

25 de agosto de 2009 | 11h03

O lançamento do foguete pode levar ao crescimento da ambição espacial sul-coreana. Funcionários esperam que o desenvolvimento dessas tecnologias transforme o país em uma potência regional no setor espacial, ao lado de China, Japão e Índia. A Coreia do Norte, no entanto, advertiu que vai monitorar de perto o caso. Após o lançamento, Pyongyang ainda não se pronunciou.

Em abril, o ditador norte-coreano anunciou o lançamento de um foguete de vários estágios. Para outros países, porém, o que ocorreu foi um teste de míssil balístico. A Coreia do Norte está proibida pelo Conselho de Segurança (CS) de realizar testes do tipo, o que resultou em novas sanções ao país. A Coreia do Sul afirma que é impróprio comparar os lançamentos dos dois países, já que Seul teria apenas fins pacíficos e agiria com transparência.

Nas últimas semanas, a Coreia do Norte reduziu a tensão com o vizinho, soltando um trabalhador sul-coreano detido havia quatro meses e retirando restrições na fronteira. Com isso, projetos bilaterais serão retomados e famílias separadas desde a Guerra da Coreia (1950-1953) poderão se reunir novamente. Com informações da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Sulsatéliteórbita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.